Horizonte de Eventos

Reflexões sobre a vida, o universo e tudo mais

Tag Archives: Universo

A perspectiva das caixas em nossa vida

Há algum tempo atrás eu estava em uma reunião e um dos participantes particularmente me chamou a atenção. Ele discursava diante de todos os presentes com grande entusiasmo, demostrando claramente sua senioridade e experiência profissional, mas dentre tantas frases, uma em especial me chamou a atenção, a insistência dele na frase “precisamos pensar fora da caixa“. Não que seja uma frase nova para mim, eu até a tenho utilizado muito, mas de tanto ele martelar acabei ficando incomodado. Será que estaríamos sendo tão conservadores assim, para justificar esta avalanche?

Saí de lá, mas continuei com a frase na cabeça. Precisava pensar mais sobre aquilo, não pelo cenário exposto na reunião em si, mas o por quê daquela frase estar sendo tão incessantemente proferida. Já virou até clichê no mundo corporativo.

A caixa

Ao refletir sobre o assunto percebi que esta questão envolve o cerne do ser humano e está presente desde antes de nosso nascimento. O mundo em que vivemos nada mais é do que uma caixa dentro de outra caixa, e quando passamos a fazer parte dele adentramos infinitas dimensões de caixas sobre caixas durante toda nossa vida, sejam estas físicas ou comportamentais.

Existe uma caixa enorme chamada universo, ao qual existe um sistema dentro, uma caixa a qual contém planetas e um destes representa uma caixa para nós homens.

Nós seres humanos somos gerados em uma caixa, daí nascemos e logo somos colocados em diversas outras caixas. Nossa vida se resume a cada vez mais nos colocarmos em caixas. Nossa casa, a escola, nosso carro, o elevador da empresa, a empresa, o mercado, a casa dos amigos, o barzinho, a balada, o ônibus…

Tudo se resume a caixas as quais nos permitimos fazer parte, ora por vontade própria, ora por imposição. No caso do segundo, acrescentamos às caixas físicas as comportamentais, que ditam os padrões a serem seguidos e que devemos nos enquadrar, ou melhor, nos encaixar para estarmos bem com a sociedade.

Mas será que todos queremos nos encaixar? Não tem nada de errado com este cenário. Até o considero natural ao ser humano, e o homem moderno, com seu desenvolvendo e tecnologias cada vez mais presentes está cada vez mais envolto em caixas. Pare para pensar no seu dia desde o momento que abriu os olhos, abra a mente e olhe para os lados… perceba o quanto está envolvo em caixas, tanto que inevitavelmente ao final de nossas vidas, acabamos sendo colocados em mais uma caixa.

esconder-dentro-da-caixa-6369498 (1)Diante disso, ao refletir sobre nossa vida, olhar para o lado e ver caixas e mais caixas, questiono-me se de fato é possível pensar fora da caixa, ou se estamos nos iludindo, sem perceber que apenas estamos trocando de caixa? Será que estes padrões estabelecidos pela sociedade os quais deveríamos nos encaixar ainda fazem sentido?

Para mim, pensar fora da caixa é fundamental, necessário e significa essencialmente refletir sobre o que de fato importa, estar disposto a abandonar as caixas que não nos servem mais, e dedicarmos-nos àquelas que nos são valiosas, seja profissional ou pessoalmente. As caixas estão em todos os lugares, de todos os tipos e tamanhos, só precisamos enxergar em quais queremos entrar e focar nestas que vão de encontro ao nossos objetivos.

Insônia insólita

images (2)

Ele abriu os olhos

Durante as muitas madrugadas de sua vida, isso até era comum, mas desta vez algo estava diferente
Pensou ter ouvido um barulho, seria um ladrão? Alguém tentando arrombar a porta de seu apartamento?
Olhou para o lado e viu sua mulher ali dormindo, como se nada fosse capaz de desperta-la daquele sono profundo
Mas o que o teria acordado dessa vez?

Olhou para o relógio e ainda eram 3h33 da madrugada
Levantou-se de sua cama com cuidado e caminhou em direção a sala
Olhou para os lados e nada
Caminhou até a porta para verifica-la, e ao chegar até ela, a mesma estava fechada correctamente
Lembrou-se que ele havia conferido antes de deitar-se naquela noite
Ficou um tempo ali, parado, contemplando o silêncio da noite
Nada aconteceu, o silêncio era absoluto
Até seu cachorro hiperativo estava dormindo profundamente

Achou tudo aquilo um pouco estranho
Aquela sensação ainda estava com ele
Após uma longa pausa em seu transe, decidiu voltar para cama e continuar a dormir
Virou-se e deu dois passos em direção ao quarto quando sentiu uma estranha energia em volta de seu corpo

images (1)

Era como se estivesse laçado, preso em uma rede, como um peixe
A diferença era que a sensação parecia-lhe boa
Tão boa que quando deu por si estava em outro lugar
Um lugar estranho, como se fosse um grande buraco
Sentiu-se como se estivesse caindo
Mas a sensação que sentia naquele momento não era de queda, mas sim de impulso
Como a decolagem de um avião, mas sem o avião
Podia ouvir o assovio do ar passando próximo a seus ouvidos, além de uma leve sensação de enjôo, como em um navio
O que estaria acontecendo, pensou
Sem mais nem menos tudo parou
Viu sua sala e quando percebeu viu sua casa e sua mulher dormido
Pode perceber como se estivesse flutuando
S
entiu uma clareza de pensamento que nunca havia sentido antes
Estaria morto? Não… Será?
Voltou a sentir a mesma energia de quando em sua sala
E desta vez sentiu uma calmaria eletrocutar todo seu corpo
Ou seria sua mente?
Um conforto que só havia sentido quando protegido pelo ventre de sua mãe
Mas como poderia saber disso?
Ele sabia
Ficou confortavelmente… com medo do que estava acontecendo, do que estava sentindo
images
Através daquela estranha energia, inexplicavelmente acalmou-se
E naquele instante deparou-se com uma paz inexplicável
Compreendeu seu papel na grande máquina da vida
Sentiu-se grato por aquela visão, aquele sentimento tão nobre
Sabia que estava ali por algum motivo
E imediatamente este motivo veio a sua mente
Como um flashback ou talvez um Déjà vu
Foi como descer a grande montanha russa do universo
Uma sensação de medo, adrenalina e alívio
Novamente abriu os olhos e deparou-se consigo parado no meio da sala
Seu peito queria explodir
Queria gritar
Sentia a energia do universo em suas veias
Então, ele abriu os olhos e deparou-se com o teto de seu quarto
Olhou para o relógio, que marcava 3h34 da madrugada
Teria sido um sonho?

 

%d bloggers like this: