Horizonte de Eventos

Reflexões sobre a vida, o universo e tudo mais

Vislumbre de um sonho

Ele estava dormindo, trilhando o caminho que os anjos lhe indicavam
Sentia-se levado, não tinha controle
A sensação era muito boa, não faria sentido desvencilhar-se
Não havia razão para não ceder à paz que lhe envolvia naquele, que parecia ser um sonho
Por maior que fosse clichê, não podia deixar de notar a névoa a sua volta e a sensação de estar flutuando

Em meio a este sentimento de liberdade e paz, percebeu uma leve brisa passar por seu corpo inerte
Como um sopro repentino

Abriu os olhos com certa dificuldade, mas apreensivo
Perguntou-se o que o teria capturado daquela sensação de paz
Tudo que pôde ver foi um vulto ao longe afastando-se dele
Mal pôde ver sua forma, impossível identificar

Incomodado com a situação, juntou forças para levantar-se
Sentia-se inconformado de ter de deixar aquele transe, mas não conseguia ignorar, sem saber a razão

Ao procurar segui-lo, tentou em vão balbuciar algumas palavras
Queria ser ouvido, estava curioso para saber o que estava acontecendo
Sentia-se como se fisgado por aquela criatura que mal podia identificar
Seria um Anjo? Um Mensageiro? Ou apenas uma ilusão?
Não podia mais conter sua curiosidade

Ao avançar viu-se em um corredor de névoa
Ao fundo pôde enxergar claramente a forma

angelical

Parecia que uma luz vinha de encontro àquele ser, para destaca-lo
Mas não conseguia identificar de onde esta vinha, apenas estava lá, propositalmente para que ele pudesse vê-la
Suas curvas se destacavam, do pescoço aos pés
Sua pele, branca como o leite deixava transparecer sua pureza
Sua nudez era hipnotizante

Ela continuou a caminhar, como se não soubesse que estava sendo observada
Ele seguiu-a, hipnotizado, com aquela beleza ímpar a seus olhos

Ele ainda não fazia ideia de onde estava ou para onde estava indo
Mas em meio a névoa, notou o que parecia ser uma porta a sua esquerda
Não uma porta tradicional, estava mas para um caminho
Uma alternativa àquele corredor que mal conseguia enxergar um fim
Ela entrou, sem dar-lhe qualquer pista de que percebera sua presença

Ao chegar a porta, pode vê-la parada, ainda de costas
O sentimento que vinha a tona não era de desejo, mas de satisfação por estar ali para contemplar aquela beleza

Naquele instante, lentamente ela abaixou-se
Ele, paralisado a porta, pôde sentir cada instante daquele movimento
Como em câmera lenta, como se aquela cena fosse eterna
Pôde contemplar aquele par curvilíneo, perfeito
Como se esculpidos pelo mais perfeccionista dos artistas

Percebeu que ela havia pego algo com suas pequenas e belas mãos
E, ainda abaixada, olhou-o nos olhos abrindo aos poucos, um sorriso inocente e inesquecível

Ainda paralisado, sentiu-se exaurido de sua energia
Pensou que iria, sem forças, deixar-se cair, mas não aconteceu
Sentiu a nevou aumentar, e aquela bela cena começou a sumir
Tentou em vão fixar melhor seu olhar, espantar o que o impedia de contempla-la, mas nada pôde fazer
Conforme aquela imagem se esvaía de sua frente, somente pôde vê-la tentando balbuciar algo

E o pouco que pode entender de seus belos lábios vermelhos foi um sussurro em seu ouvido
“Estou aqui por você” — naquele instante, era somente o que ele precisava ouvir.

Comprometidos com o umbigo

Desde crianças somos condicionados a pensarmos mais em nós mesmos e a sociabilização fica em segundo plano. Um exemplo é que desde a pré-escola, cada um com seu lanche, cada um recebe uma nota e é elogiado ou reprimido por ela, mas dificilmente somos direcionados para competências e atitudes que se voltam para aqueles que estão a nossa volta. É difícil pensar no outro.

camiseta_euO tempo passa e crescemos, vamos para escola, depois faculdade e o olhar para si se fortalece cada vez mais. Não que eu acredite que isso é errado, mas que falta o equilíbrio. Uma pessoa que completa o ensino superior possui em média 24 anos. Ou seja, são 24 anos sendo condicionados a pensar em si contra o mundo ao seu redor.

Sim, o mundo é cruel, eu sei, mas o que acontece quando esta pessoa entra no mundo corporativo? O mesmo, dedica-se a carreira acima de tudo, ou seja, seu crescimento profissional tem que ser sempre maior que o dos demais, e em muitos casos nem que tenham que passar por cima de outros para isso. E muitas empresas valorizam este tipo de atitude, o que é lamentável. Onde estão os valores? Infelizmente, estão perdendo-se com o tempo.

Claro que o o modelo de departamentalização pregado por Ford, que nos foi muito útil no passado e presente até hoje nas corporações, contribui significativamente para este cenário. As empresas não se comportam como foram concebidas, com objetivo único e no qual todos seguem na mesma direção, mas pelo contrário, cada departamento tem seu próprio processo, que não se conversa com os demais, cada departamento é mais importante que o outro, não importando a relevância deste para o negócio da companhia, e por consequência, cada empregado é mais importante para si que os demais. Engraçado que muitas empresas atualmente preferem chamá-los de colaboradores, mas onde estaria de fato a colaboração?

No mundo atual, onde se prega a sustentabilidade, e no qual as redes sociais estão cada vez mais presentes, será que ainda cabe espaço para esse tipo de atitude individualista? A meu ver não, porém esta característica presente no homem moderno está tão enraizada, que acho muito difícil que grandes mudanças ocorram nos próximos 10 ou 20 anos. Mas é claro que a dona esperança é a última que morre.

A meu redor, procuro sempre compartilhar conhecimento e, sempre que possível, a experiência adquirida, mas não é fácil lutar contra a maré. Pensar e agir em prol daquilo que agrega valor, seja em qual segmento for, enquanto os demais estão pensando e agindo somente dentro de suas devidas caixas, tem se mostrado um imenso desafio, talvez o maior neste mundo moderno.

A síndrome do cardápio fujão

???????????????Há muito tempo deparo-me com profissionais com esta síndrome e, por até hoje não ter visto nenhum estudo focado em seu tratamento, resolvi comentar aqui, e quem sabe alertar a população desta situação, que a cada dia espalha-se nos restaurantes e lanchonetes do Brasil.

Reflitam sobre a cena: você resolve ir a um restaurante ou lanchonete, seja por qualquer motivo,  seja ele conhecido ou desconhecido, caro ou barato. Ao entrar é recepcionado por um garçom e direciona-se até uma mesa disponível. Ao aconchegar-se, olha na mesa e a primeira coisa que procura é o cardápio. Onde estaria ele? Você chama o garçom que provavelmente estará distraído ou atendendo outras mesas. Ao chegar a sua mesa, o garçom diz: “Pois não, o que deseja?” Ora, a não ser que sejamos clientes VIPs e que o garçom já nos conheça, qual a probabilidade de você já saber exatamente qual prato vai pedir? Obviamente pedimos o cardápio ao garçom e, por mais impressionante que pareça, o mesmo faz cara de surpresa e vai buscá-lo a contra gosto, como se você tivesse obrigação de saber o que vai pedir, ou pior ainda, como se o cardápio fosse um entidade que devesse ficar em uma redoma de vidro e nunca ser sequer tocado por nossas desgraçadas e imundas mãos.

Ao voltar com o menu, o garçom fica a seu lado, vigiando-o para que você não faça nada de errado com aquele item tão precioso, e está pronto para retirá-lo de suas mãos caso a atenção seja dispersada. Engana-se quem pensa que o garçom está lá para servi-lo, na verdade ele é guardião do cardápio, como se o mesmo fosse o item mais importante e valioso naquele local. Se há dúvidas sobre algum item descrito nele, guarde para si, pois raramente o garçom saberá esclarecê-lo, afinal o que está no cardápio é a última palavra, o que está lá é a verdade absoluta, e tudo que você deve saber, ou seja, não pergunte.

Ainda que não seja o caso, se tudo até aqui foi bem, ao realizar o pedido, imediatamente o cardápio é rispidamente retirado de suas mãos, não importando se você futuramente vai pedir mais alguma coisa. Terá que seguir o mesmo roteiro para pedir uma sobremesa por exemplo, implorando ao garçom que lhe traga o menu. Isso quando não são cardápios diferentes para entradas, almoço, bebidas, vinhos, sobremesas e etc., aí prepare-se para ajoelhar e implorar ao garçom.

garcom1Afinal, qual a dificuldade de deixarem pelo menos um cardápio na mesa? Entendo que todo comércio quer sugar de seus clientes o máximo possível, portanto neste caso este item supervalorizado nada mais é do que a vitrine para o estabelecimento. Imagino que o que um restaurante/lanchonete deseja é que os clientes peçam as coisas, mas por que não facilitar deixando o cardápio na mesa, como um chamariz, para instigar o cliente a querer pedir mais alguma coisa, até que esteja completamente satisfeito? Será que o custo de “imprimir” cardápios é tão alto assim, a ponto de impossibilitar que o estabelecimento possa sustentar-se e ainda oferecer cardápios para todos seus clientes?

Brincadeiras a parte, se você é dono de um restaurante ou lanchonete, atente para esta síndrome em seus garçons e encaminhe-os para um bom psicólogo. Se você é garçom entenda que nós clientes não queremos roubar ou maltratar o pobres cardápios, mas sim contemplá-los, para que juntos possamos fazer nosso pedido e saciar nossa fome. E finalmente, se você é cliente como eu, ignore a cara feia do garçom e agarre seu cardápio. Solte-o somente quando tiver certeza que não necessitará mais dele.

Horizonte Nerd #5

Nesta semana os destaques do mundo entretenimento vão para as séries The Blacklist, Agents of SHIELD e Dr. Who e nos vídeos do Youtube. Confiram abaixo:

cinema2

Filmes

  • As bem Armadas (The Heat) – Filme divertido, no padrão sessão da tarde. A pesar de uma história bem simples, o contraste das personagens e as situações, apesar de previsíveis, tornam este filme uma boa opção para se relaxar um pouco, não que seja de dar gargalhadas em cada cena, mas é uma boa opção.

Séries

tv

  • Scandal S02E14 – Episódio mediano para a série. Foi mais como um lembrete de algumas pontas que ainda precisam ser explicadas. O desenvolviment
  • o da trama evoluiu pouco, ficando mais focado na tensão do presidente saber do que houve e culpar aqueles que estão envolvidos. O ministério da motivação do novo personagem que observa Olívia ainda permanece.
  • Under The Dome S01E02 – Não consegui ver o episódio inteiro, mas a metade que vi demonstrou que a trama evoluiu pouco, o que é estranho, dada situação bizarra em que este povo encontra-se. Vale a pena continuar assistindo, só não sei conseguirei agenda.
  • The Blacklist – S01E07 – Bom episódio, com um toque mais humano, mas com pouco desenvolvimento do roteiro no que diz respeito a trama que está esgueirando-se pelas sombras de Liz. Os mistérios se mantém.
  • The Walking Dead – S04E5 – Mais um episódio que não chega em lugar algum na história, sendo totalmente descartável. Quem não assistiu, não perdeu nada. O roteiro está muito fraco e o episódio todo apresentou cenas desconexas, erros de continuidade e mancadas que não dá para passarem desapercebidas.
  • American Horror Stories S03E5 – Esta série está cada vez mais um punhado de mitologias juntas, que não saem e nem chegam em lugar algum. O episódio continua fraco e confuso, sem trazer nenhum elemento que faça o telespectador continuar assistindo. Para uma série de bruxas, está muito fraca. Não continuarei assistindo regularmente.
  • Dr. Who S07E10 – Episódio divertido, trazendo a tona um mistério de fantasmas e terror que nada mais era do que alguém preso numa dimensão do espaço-tempo, além de revelar-se também um história de amor. Interessante. 
  • Dr. Who S07E11 – Este episódio foi bem interessante, por mostrar que a TARDIS é muito mais que uma nave. Destaque para as inúmeras salas e para a reação do Dr. que precisa a todos custo salvar Clara, estando disposto inclusive a destruir a nave.
  • Agents of SHIELD S01E07 – Episódio interessante, sem tantos aparatos tecnológicos e soluções milagrosas, sendo mais focado nos personagens e na relação entre si. Iain De Caestecker está muito bem em seu personagem, sendo que o episódio é dedicado praticamente todo a ele. Outro ponto interessante foi que eles não estão sozinhos, não são a SHIELD, mas sim parte dela. Isso demonstra que algo mais pode estar acontecendo e novos elementos poderão ser mesclados a série no futuro.

podcastPodcasts

Seguem os destaques da semana:

    • Dragões de Garagem #19 – Descoberta do DNA – Discussão muito profunda sobre esta que é a receita de nós mesmos. Abordado de forma simples e ao mesmo tempo científica, os participantes demonstraram grande conhecimento não apenas do tema em si, mas de sua história. Vale muito a pena.
    • Fronteiras da Ciência – Sono 1 – Sendo este o principal podcast de ciência, não poderia deixar de destacar este episódio com um tema tão apropriado para o meu momento pessoal. Entender mais sobre o sono, e valorizá-lo não é apenas algo para o público em geral, caiu como uma luva para mim. Recomendo muito este episódio e já estou aguardando ansiosamente para a segunda parte.
    • Braincast #88 – Vivendo no Exterior – Muitos programas de TV abordam este tema, no entanto os participantes, figuras já carimbadas dos ouvintes de podcasts, relatam suas experiências de maneira bem informal. Gostei bastante e recomendo.

 

Outros episódios que ouvi na semana:

  • Cinema em Cena #104 – A cor no cinema
  • Radiofobia Almir Marques Entrevista #13 – Isaac Bardavid
  • Omelete Night #4 – Robin, o rei da orgia
  • Café Brasil #375 – Régua, compasso e normose 2
  • MRG #194 Quadrinhos: O Pedido do Pedinte que Pediu!
  • 5 Minutes PM Podcast – Lidando com o Atrito em Relação a Hierarquia Funcional e o Projeto

Youtube

Seguem abaixo algumas dicas de conteúdo na Internet:

E assim, fico por aqui. Comentem o post com suas opiniões sobre as dicas, críticas e sugestões.

Horizonte Nerd #4

Nesta semana os destaques do mundo das séries vão para Scandal, The Blacklist, Under The Dome e nos podcasts com o Nerdcast, JurassiCast e Papo de Gordo. Confiram!

tv

Séries

  • Scandal S02E13 Episódio bem redondo, apresentando inclusive um avanço na trama. O presidente fica sabendo da verdade e sua reação obviamente não é das melhores. O link do presente com o passado dos personagens vem a tona e assim podemos prever muito drama nos próximos episódios.
  • The Blacklist S01E06 Episódio bem envolvente em que, ao mesmo tempo que aparenta avançar na história da verdade do marido de Liz, empaca em mais mentiras, demonstrando cada vez mais que há muito ainda a ser descoberto. Sinceramente preferia que ele fosse desmascarado logo, pois que ele esconde algo, não há dúvida. Destaque para a participação da atriz Margarita Levieva.
  • The Walking Dead S04E04 Episódio muito fraco, pra variar. As cenas não acrescentaram nada a trama, pura enrrolação. Totalmente dispensável.
  • American Horror Stories S03E4 Episódio mediano. Fez um link com o passado para explicar melhor o caráter da personagem principal. Ainda assim, está muito morno. Não está claro para onde a série vai, colocando-se apenas como um passatempo.
  • Agents of SHIELD S01E6 Episódio muito bom, sem grandes explosões, mas focando na trama dos personagens. Surpreendeu-me por mostrar a fraqueza humana, mesmo que com uma desculpa ficcional. A séria continua boa e promete.
  • Under The Dome S01E01 Gostei da premissa da série e o primeiro episódio foi muito bom, abordando a premissa, mas não restringindo-se apenas a ela, apresentando personagens dúbios e que demonstram que, apesar da ficção, os conceitos psicológicos apresentados vão muito de encontro com a realidade que enfrentaríamos em situação similar e isolamento de uma sociedade. Vou continuar assistindo.

podcastPodcasts

Seguem os destaques da semana:

  • Descontrole #30 – Roubadas, Furadas & Baladas Erradas – Episódio bem divertido com situações comuns a todos nós. A galera deste podcast não possui um formato muito original, mas até que o fazem muito bem.
  • MdM #239 – Os 50 anos dos X-Men e AAAAI AAAAAAAAAI! – Como grande fã de quadrinhos desde minha adolescência não poderia deixar de elogiar este programa. Tudo foi muito bem colocado e as opiniões dos participantes foram muito de encontro com minhas. Vale a pena a nostalgia.
  • Nerdcast #387 – Eu sobrevivi! – Como sempre o Nerdcast é imbatível. Atualmente tudo é politicamente correto, mas na minha infância e adolescência tudo podia acontecer. Excelentes situações muito bem retratadas pelos participantes, as quais muitos de nós também passamos em nossa vida. Vale a pena ouvir.
  • Papo de Gordo #124 – Sexo Depois do Casamento – Assunto sério tratado com muita descontração pelos participantes. Ri muito das situações abordadas e que são comuns a vida de casal.
  • Café Brasil #374 – Régua, compasso e normose 1 – Não sou fã deste podcast, pois a dinâmica não é das melhores, mas o tema abordado me chamou atenção e, apesar de não ser abordado de maneira muito profunda, vale a pena ouvir como uma introdução ao tema.
  • JurassiCast #70 – Teoria da Conspiração Ilumanada – Um excelente episódio sobre o linha tênue entre Stanley Kubric, Stephen King e o Iluminado. Os participantes contam a história do filme, as diferenças com o livro que deu origem, além de curiosidades e easter eggs. Para quem curte o filme, recomendo!

Outros episódios que ouvi na semana:

  • JurassiCast  #71 – Kunta Kinte e o Chocolate Sensual
  • Papo H #19 – Segunda Tela, Bizarrices da SPFW e Top5: relógios + Caros
  • Dragões de Garagem #18 – Psicologando sobre o amor
  • SpinOff Podcast S07E09 – Os Dois Não Viram (Quase Nada Essa Semana
  • Gart Capote BPM Podcast #9 – Sandra Camelo & Estratégias, BPM e Desempenho Integrado
  • ChupaCast #39 Malandro
  • O Melhor Humor do Rádio #62 – PRK-30 VIII
  • Omelete Night #03 – Podcast perturbado
  • Braincast #87 – Tecnologia e Publicidade para Crianças

Youtube

Seguem abaixo algumas dicas de conteúdo na Internet:

E assim, fico por aqui. Comentem o post com suas opiniões sobre as dicas, críticas e sugestões.

Normose que nos impede de sermos nós mesmos

Desde pequeno somos condicionados a seguir os ditos padrões da sociedade, como se somente com esta receita de bolo pudéssemos ser aceitos, mas por que seguir os padrões de sociedade? Por que ser aceito é tão importante?

Normose é um conceito novo, trazido por alguns autores da Psicologia Transpessoal, que tem ganhado espaço nos meios terapêuticos. É um conceito que lida com a ideia do que é considerado “ser normal” numa determinada sociedade ou grupo e do quanto este comportamento causa sofrimento ou não.  (Fonte)

normoseSer “normal” atualmente pode ser algo perigoso, pois a cada dia que passa a sociedade afunda-se mais em sua mediocridade, trazendo a tona o fundo do poço e o pior, valorizando-o em cadeia nacional. Nesta hora lembro-me de meus velhos professores de comunicação dizendo: “a massa é burra” e, mesmo entendendo o conceito na época, somente com o tempo e a experiência de vida é que podemos de fato compreender o significado desta frase, ou melhor, somente quando sentimos na pele, ao nos depararmos com as inúmeras situações que nos são colocadas pela dita sociedade normática, é que chegamos ao ponto de tomar a decisão entre agir dentro ou forma do padrão de normalidade aceita, ou seja, ser ou não “normal” perante a sociedade. O problema é que nem todos conseguem chegar neste ponto de decisão, muitas vezes por estarem embriagados com a normalidade que os cerca, tornando-se reféns da mesma.

Ser negro enquanto a sociedade é branca
Ser ateu enquanto a sociedade é crente
Ser gordo enquanto a sociedade é magra
Ser imperfeito enquanto a sociedade é “perfeita”

Pensar enquanto a sociedade conforta-se
Criar enquanto a sociedade copia
Contestar enquanto a sociedade impõe-se
Falar enquanto a sociedade cala-se

eisnteinVocê quer ser normal? Eu definitivamente não! De que vale ser “normal” em um mundo virado de ponta cabeça, em que os valores foram esquecidos, onde o errado tornou-se o certo e aqueles que praticam o bem são ridicularizados pelas próprias leis e normas impostas. Eu não… prefiro ser maluco beleza e mesmo com muita dificuldade, ainda acreditar no que é certo, seguir pelo caminho do bem e promover a paz, mesmo que só possa fazê-lo em meu pequeno quadrado e não seja “tão” bem visto  pela sociedade.

Não vou compactuar com a queda da sociedade, ser diferente é bom. Seja diferente, dê um tapa nessa sociedade também e faça a diferença também caro leitor. Só assim podemos mudar o mundo tornando-o um lugar melhor para todos.

Horizonte Nerd #3

Nesta semana os destaques do mundo entretenimento vão para o filme Truque de Mestre e os episódios de The Blacklist e Revenge.

cinema2

Filmes

  • Depois da Terra (After Earth) – Filme com uma temática interessante, mas muito mal aproveitado. O roteiro foi escrito pelo próprio Will Smith, e peca em forçar uma demonstração do nível de atuação de seu filho. Decepcionante e desnecessário.
  • Truque de Mestre (Now You See Me) – Filme divertido e um bom passatempo para as tardes de domingo. É possível identificar um paralelo com Onze homens e um segredo, sendo quase uma versão do mesmo, mas além de surpreender em algumas cenas, tem um roteiro bem fechado. Vale a pena!
  • É o Fim (This is the End) – Não percam tempo, é uma verdadeira bomba cinematográfica. A única desculpa do filme é se considerarmos-no como um filme B, do tipo Cine Trash, e mesmo assim… Não perca tempo.

tv

Séries

  • Meu passado me condena S01E01-03 – Série bem divertida que virou filme, tendo estreado nos cinemas na última semana. O primeiro episódio é bem interessante, com um bom ritmo entre os atores. É bem água com açúcar, mas se estiver sem o que assistir, torna-se uma boa pedida. No Multishow está estreando a segunda temporada.
  • How I Met Your Mother – S09 – E03-06 – Os episódios desta temporada continuam engraçados, mas estão muito mais fracos que de costume. A série parece que perdeu o tom e está forçando situações para ter como estender um final de semana para toda uma temporada de 24 episódios. Desnecessário, porém para quem viu até aqui, vale a pena seguir até o final.
  • Scandal S02E12 – Episódio bem murcho, chegando até a ser contraditório dada a personalidade da personagem principal. A série está no vai e vem de roteiro com qualidade, revisando entre bons e episódios medianos.
  • The Blacklist S01E05 – Mais um episódio muito bem amarrado, principalmente com a atuação de Robert Knepper , que trouxe mais seriedade para a história. Além disso, podemos ver que a mitologia envolta da personagem principal é muito mais profunda do que imaginávamos, com informações sobre seu noivo sendo reveladas, entre outros fatores. Vale a pena continuar assistindo.
  • The Walking Dead S04E03 – Mais um episódio que não chegou em lugar algum. Uma pena. A série já está sendo apelidada de “The Borring Dead”. Tenho poucas esperanças de melhora.
  • Revenge S03E04-E05 – Excelentes episódios, demonstrando que os roteiristas estão com a corda toda, e Emily mais ainda. As facetas dos personagens estão cada vez mais levando os telespectadores a duvidar em quem deve-se confiar e deixando-nos sem pistas de como a trama será desenrolada. Tudo pode acontecer e com certeza estarei por aqui para conferir, afinal a temporada está somente começando.

podcastPodcasts

Seguem os destaques da semana:

  • 99Vidas #99 – Eu tive 99 vidas – Episódio mais nostálgico impossível. Histórias dos 99 episódios, com participação dos ouvintes e muita emoção entre os participantes.
  • Ultrageek #120 – Nikola Tesla – Excelente episódio sobre este que foi um dos personagens mais importantes da história e responsável pela tecnologia como a conhecemos, mas que até hoje é injustiçado na história da humanidade.
  • Nerdcast #386 – A ciência e as metáforas de Gravidade – Ouvi sem assistir o filme e, apesar de conter spoilers, possui também excelentes comentários sobre astronomia, o que torna o episódio muito mais do que um simples review do filme.

Outros episódios que ouvi na semana:

  • Alerta Vermelho #49 – Fall Season 2013
  • Fronteiras da Ciência – Extinções em Massa
  • UPDATE – Lançamentos Apple e Nokia, Youtube e Schwarzenegger
  • SpinOff Podcast S07E08
  • Vale a Pena ou Dá Pena #144 – Meu Passado Me Condena
  • MRG Voz do Robô #61 – A Bomba Gay
  • RapaduraCast #347 – Armaria, eu sou cheio de manias
  • Omelete Nights #02
  • Loserlândia 27: Sou Adulto!? E Agora?
  • 5 Minutes PM Podcast – Entendendo que Processos e Projetos não são a mesma coisa

Youtube

Seguem abaixo algumas dicas de conteúdo na Internet:

E assim, fico por aqui. Comentem o post com suas opiniões sobre as dicas, críticas e sugestões.

Horizonte Nerd #2

Mais uma semana se passou e, de acordo com o compromisso assumido, aqui estou com nova dicas de entretenimento. Espero que curtam e comentem.

cinema2

Filmes

  • O Ataque – Mesmo com tema clichê e já apresentado no desastroso Invasão à Casa Branca (Olympus Has Fallen), este filme abordou a problemática de forma muito bem feita, com um roteiro sem grandes falhas, apresentando uma visão de como seria, caso se tornasse realidade. Os elementos utilizados no filme para a invasão em si foram bem reais, conseguindo assim manter a tensão do filme e do espectador. Para quem curte um bom filme de ação com ingredientes de política, este é um bom pedido.

tvSéries

  • Scandal S02E11 Episódio evoluiu a trama, mostrando o tal acordo que fizeram para garantir a eleição do presidente. Foi um episódio interessante, no entanto a recuperação milagrosa do presidente e as desculpas que usaram para não demonstrar sua fraqueza foram muito fracas, praticamente uma “muleta” do roteiro.
  • The Blacklist S01E04 Foi um bom episódio, dentro da média como os demais, trazendo uma trama bem fechada e uma jornada do herói bem redondinha, no entanto o roteiro continua insistindo na mesmice do “monstro da semana”, isso sem contarmos o quanto o FBI é falho, coisa que acaba desacreditando a série (como ocorrido com a decepcionante The Following). Ainda vale a pena assistir, mas não sei por mais quanto tempo.
  • The Walking Dead S04E02 Episódio bem mais agitado que o primeiro. Este sim pode ser considerado como retorno da série, com um bom ritmo do início ao fim. A única coisa que me preocupou foi a ideia de uma nova raça de zumbis. Espero que os roteiristas não sigam por este caminho.
  • American Horror Story S03E02 Com este episódio, pouco avançou-se na história. Muita fantasia envolvendo os personagens e pouco desenvolvimento de roteiro. Ainda vou esperar, mas se não melhorar, descartarei esta série.
  • Agents of Shield S01E05 Mais um bom episódio. Minha preocupação foi ouvida e o episódio não restringiu-se ao “monstro da semana”, o que nos dá uma boa esperança sobre o futuro da trama.
  • Revenge S03E03 – E realmente esta série voltou com tudo. Neste episódio, vemos a história desenrolando-se  ainda mais, dando-nos um gostinho de que a querida Emily/Amanda conseguirá atingir seus objetivos. Claro que sabemos que a temporada está somente começando, portanto nada seria tão fácil. Para aqueles que seguem a série, este foi um excelente episódio.

podcastPodcasts

Seguem os destaques da semana:

Outros episódios que ouvi na semana:

  • MRG #193 Qadrinhos: Daytripper – Vai pra onde Chico?
  • SpinOff S04E07
  • PapoTech #166 – Papo Gordo
  • MdM #237: Os novos clássicos, babadas no pau e Ô LOCO BIXO!
  • Nerdcast #385 – Os segredos públicos de Tom Clancy
  • UPDATE – PS4 Mil, Lumia 1020, TV curva e manage
  • Rapaduracast Plus #12 – Parques temáticos de Avatar e o Senhor Anéis, Star Wars VII, Pacific Rim 2 e Kick-Ass 2
  • Radiofobia #123 – Especial Manual do Mundo
  • Piratacast #54 – Inflação
  • UPDATE – Exoesqueleto, RealDoll e Galaxy Round

Youtube

Seguem abaixo algumas dicas de conteúdo na Internet:

E assim, fico por aqui. Comentem o post com suas opiniões sobre as dicas, críticas e sugestões.

Horizonte Nerd #1

Este é o primeiro texto de muitos futuros, dedicados exclusivamente à pequenas resenhas sobre entretenimento. Procuro aqui dedicar algumas poucas palavras sobre o que ando assistindo, ouvindo e lendo. Vamos lá.

Filmes:

cinema2Ahh, a sétima arte… como todo bom nerd, os filmes são uma boa fonte de inspiração para a ciência e tecnologia, mas também para entreter e refletir sobre a vida. Segue abaixo o que assisti na última semana:

  • Círculo de Fogo (Pacific Rim) O filme ganhou minha admiração pelas excelentes referências a animes e tokusatos, trazendo lembranças de Evangelion, Akira, Super Sentais e principalmente os Metal Heros. Recomendo para os fãs dos antigos seriados japoneses!
  • Velozes e Furiosos 6 Bom filme, cheio de explosões, carros fantásticos e uma boa dose de adrenalina. Cumpre o que promete. Perfeito para um final de tarde!

Séries:

tvPaixão de muitos nerds, as séries não poderiam estar de fora, e quem me conhece sabe que assisto muitas:

  • CSI S14E01 Episódio de estréia da temporada. Trouxe a finalização para o caso que fechou a temporada anterior. Foi um episódio tenso, com muito pouco da essência da série investigativa, mas ainda assim com um bom ritmo. O final para a trama foi um pouco clichê e podia ter sido apresentado na temporada passada, mas não foi de todo perdido.
  • Scandal S02E10 Episódio muito bem amarrado, exceto pela previsibilidade de seu final. O desenvolvimento da trama foi bom, incluindo reações de tensão do público. Como os últimos episódios, a série vem tentando colocar uma “mitologia” para interligar sua história, demonstrando que não se trata apenas do caso da semana, e este episódio foi inteiramente dedicado a isso.
  • The Blacklist S01E03 Bom episódio. A trama foi boa, mas está se tornando repetitiva. Os atores dão um show a parte, mas o roteiro está levando a série para a mesmice. Torço para que algo aconteça, caso contrário acabará gerando desinteresse.
  • The Walking Dead S04E01 – Mantendo a tradição dos episódios lentos, chatos e em que nada acontece, este episódio tinha tudo para ser diferente e explodir as cabeças de seus telespectadores, mas não o fez. A promessa de amarrar melhor o roteiro e aproximá-la do clima dos quadrinhos não aconteceu. Pelo menos até agora.
  • American Horror Story S03E01 Bom episódio. Vários elementos foram apresentados, agora vamos ver como vão evoluir. Estou esperançoso.
  • Agents of Shield S01E04 Mais um episódio sem muitas novidades. A série continua boa, e merece ser assistida, mas também corre o risco de cair o interesse, pois não há muito o que amarrar os episódios. Os casos da semana precisam evoluir e começar a trazer novos elementos para a série.

Podcasts:

podcastMeus amigos podcasters que me perdoem, mas como ouço muitos podcasts vou me ater a comentar aqueles que são imperdíveis, merecendo ser ouvidos, como uma recomendação médica:

  • MRG #192 Quadrinhos – As melhores indicações do Mundo – Excelente episódio com grandes dicas de excelentes quadrinhos dadas por quem entende do assunto. Se está procurando algo de qualidade para ler, vale a pena ouvir as dicas e correr para as bancas e livrarias mais próximas.
  • Braincast #84 – Película vs Digital – A discussão sobre o tema é longa, e até os profissionais se dividem no assunto, mas vale a pena aprofundar-se um pouco mais e tirar suas próprias conclusões. Será que a tecnologia realmente irá mudar a forma que vemos o cinema?
  • Radiofobia – Almir Marques Entrevista #12 – Guilherme Briggs – Excelente entrevista com este que é um dos melhores dubladores do Brasil, com muita diversão e conteúdo sobre a história da dublagem no Brasil.
  • RapaduraCast #345 – O que aprendi com os filmes – Com este tema em mãos, tudo pode vir a tona. Excelentes lembranças e reflexões.
  • Nerdcast #384 – Minha Vida Não Convencional – Nada como a experiência de vida para nos fazer dar atenção ao que realmente importa. Excelente episódio para quem está inconformado com os padrões da sociedade dita “normal”.

Outros podcasts ouvidos durante a semana

  • Ultrageek #118 – Wearables
  • JurassicCast #69 – Tchuin Tchuin Flum Flai
  • Fronteiras da Ciência – Do barro viemos…
  • BoxCast #159 – The Walking Dead
  • Omelete Nights #01
  • MRG Voz do robô #60: Dragões, porcos e ruivas
  • Melhores do Mundo #236 As humilhantes histórias de bêbados do MdM
  • Loserlândia #1: Top 5 de Filmes de Losers
  • Pergunte a uma Mulher #6 – Sex friend, f*** fiend, P.A….
  • BoxCast #158 – Fall Season 2013
  • Fronteiras da Ciência – Criptografia
  • UltraGeek #117 – TOP 10 Fim do Mundo
  • 5 Minutes PM Podcast – Ego, Vaidade e Inveja: O drama do Gerente de projeto

Espero que tenham curtido as dicas. Até a próxima semana!

2 anos de Horizonte de Eventos

birthday_2Nesta semana este site completa dois anos de existência e estou muito contente em estar escrevendo, exercitando minha pseudo veia escritora, e propondo reflexões sobre a vida, o universo e tudo mais.

Não foi fácil e continua não sendo. Manter a periodicidade de publicações é, sem sombra de dúvidas, o maior desafio. Atualmente minha rotina é bem distinta de um escritor e blogueiro, o que faz com que a oportunidade de estar aqui com novos textos ainda mais desafiadora.

Até aqui foram 37 textos com relatos de minhas desventuras, dicas, reflexões sobre situações enfrentadas no dia a dia, homenagens ao mundo do entretenimento, ao qual sou muito fã, textos nonsenses, nerdices em geral, entre outros que, de alguma forma, fizeram-me refletir. E por que não trazer esta mesma reflexão a tona? Como a essência da filosofia, a intensão é para que todos juntos pudéssemos seguir com o exercício do pensar e, com isso melhorarmos nossas atitudes e o mundo que nos cerca, através de nós mesmos.

Como dito em meu primeiro texto, esta continua sendo uma experimentação caro leitor e companheiro, e não tenho pretensão de fazer algo diferente disso. Novidades virão e espero que gostem.

Rumo aos 3 anos!

%d bloggers like this: